Rua Direita
Quarta-feira, 18 de Maio de 2011
Margarida Bentes Penedo

 

As Novas Oportunidades credenciaram a ignorância de alguns e a competência de outros. Como todo o ensino em Portugal. Confiando nos números que se discutem por aí, só por conta desta iniciativa houve 500 mil portugueses que obtiveram uma melhoria das suas habilitações.

 

A página oficial afirma que "aprender compensa".

 

Foi nisto que acreditaram muitos milhares de portugueses que se juntaram na rua a protestar por terem sido enganados. Tinham estudado. Tinham obtido uma melhoria das suas habilitações. De novas oportunidades é que nem rasto. Foi no dia 12 de Março.

 

Por isso a iniciativa foi deles. Números gordos, no dia 5 de Junho têm 9,5 milhões de novas oportunidades para punir quem os enganou.

Publicado Por Margarida Bentes Penedo em 18/5/11
Link do Post | Comentar
5 comentários:
De PSC a 18 de Maio de 2011 às 15:45
Com a devida vénia passo a citar da rubrica Comentários online do Jornal Público de hoje 18/05/2011:
"Polémica à volta das Novas Oportunidades" - Autor Gil Fonseca - Lisboa.
" Foi Sócrates quem insultou a inteligência das pessoas quando lançou a profunda vigarice das Novas Oportunidades.Trabalhei nisso como formador - por muito pouco tempo - e posso testemunhar que é a aldrabice mais escandalosa de todos os tempos em matéria de educação em Portugal.Até o meugato tinha o 12º ano, se quisesse."
É preciso dizer mais? Acho que não vale a pena mais comentários!Obrigado Sr. Gil Fonseca.


De Margarida Bentes Penedo a 18 de Maio de 2011 às 16:21
Terão havido gatos, formadores, ignorantes e competentes. A todos estes foi dito que "aprender compensa". O que não houve foi "novas oportunidades".


De Marcos Teotónio Pereira a 18 de Maio de 2011 às 17:49
"Aprender não compensa" tem sido a realidade de Portugal. Assim como "não interessa qual o colégio em que o meu filho anda desde que tenha lá a gente certa".  E chegámos aqui.

Com a correção imposta agora ao nosso modelo económico as novas gerações vão mesmo precisar de aprender.

Saber que o pai tem o 12º ano pode ser uma ajuda (ninguém vai perguntar se foi das NO como tb não se pergunta se a licenciatura é de "Bolonha")


De Margarida Bentes Penedo a 18 de Maio de 2011 às 20:24
Das Novas Oportunidades só discuto a crueldade do nome. No resto não me meto.

A correcção do modelo económico (e social) faz toda a diferença. Porque se o mercado funcionar, o ensino tem que se encarregar de ir ao seu encontro. O contrário é que não.

A seguir, quando formos um país rico, logo se pensa na distribuição de licenciaturas daquelas que vão ao encontro dos sonhos dos jovens. Como Cinema, Filologia Copta, Relações Internacionais e Gestão. 


De António Sousa Leite a 19 de Maio de 2011 às 10:23
Gosto muito de filologia copta! Quando acabar o meu curso vou-me meter nisso


Comentar post

Autores
Contacto
ruadireitablog [at] gmail.com
Subscrever Feeds
Redes Sociais
Siga o  Rua Direita no Twitter Twitter

Temas

'tiques socráticos'(6)

acordo(10)

administração pública(8)

ajuda externa(21)

alternativa(7)

bancarrota(13)

be(7)

bloco(11)

bloco central(5)

campanha(50)

cds(102)

cds-pp(12)

cds; psd(6)

comunicação(7)

constituição(6)

day after(8)

debate(12)

debates(52)

defice(8)

democracia(10)

desemprego(10)

desgoverno(11)

despesa pública(9)

dívida pública(11)

economia(20)

educação(19)

eleições(26)

esquerda(6)

estado social(23)

fiscalidade(14)

fmi(46)

futuro de portugal(17)

governar portugal(6)

governo(9)

humor(9)

josé sócrates(36)

legislativas 2011(6)

ler os outros(21)

maioria absoluta(26)

manifesto(32)

memorandum(38)

novas oportunidades(14)

passos coelho(13)

paulo portas(10)

política(15)

portugal(26)

programa de governo(7)

ps(108)

psd(73)

sair da crise(22)

saúde(6)

socialismo(19)

sócrates(63)

socrates(11)

sondagens(12)

troika(31)

tsu(7)

valores(6)

voto(9)

voto útil(32)

todas as tags

Últimos Links
Twingly Blog Search link:http://ruadireita.blogs.sapo.pt/ sort:publishedÚltimos Links para o Rua Direita
Pesquisar Neste Blog
 
Arquivos

Novembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

blogs SAPO