Rua Direita
Quarta-feira, 25 de Maio de 2011
CM

Pragmaticamente, quanto mais cedo o Estado converter activos em dinheiro e repagar dívida, mais fácil se torna sair da espiral de dívida em que se meteu.

 

Se por um lado urge dinamizar a economia, crescer, aumentar as receitas fiscais e reformar, o certo é que os resultados demoram. Enquanto isso, os juros vao-se acumulando.

 

A Grécia vai ser obrigada a vender muitos dos activos que o Estado possui, mas agora sob enorme pressão, para realizar dinheiro rápido. E vai criar um fundo soberano para gerir a venda de património imobiliário.

 

Portugal tem que decidir rapidamente quais os activos que deve vender para evitar vende-los em desespero (nao me parece que a questao seja vender ou nao vender, mas sim vender quando e a que preço...).

 

Assim, urge decidir e discutir o que deverá Portugal e Estado Português se desfazer para realizar dinheiro e antecipar pagamentos de dívida (baixando o peso sempre crescente da dívida), isto claro indo além do que diz o MoU.

 

CTT, Aguas de Portugal, participação em portos e aeroportos, Carris, Transtejo, Metro, Refer e CP (nao fará sentido gerir os transportes de forma conjunta, poupando recursos e salários de inumeros gestores/boys?). Por outro lado, o inventário de imobiliário do Estado e a racionalização das rendas pagas também deverão ser tidas em atençao. Há muito que fazer, haja vontade...

Publicado Por CM em 25/5/11
Link do Post | Comentar
3 comentários:
De Zélia Pinheiro a 25 de Maio de 2011 às 08:42
Se se equaciona a venda de empresas deficitarias, que  prestam serviços essenciais à vida das pessoas e funcionam em regime de monopolio natural - como são todas as que referes, Carlos  - não achas que, por maioria de razão, tem que se colocar a questão da venda de outras empresas que nem sequer prestam serviços essenciais e onde o Estado não precisa de estar pois não há falhas de mercado, como é o caso de uma grande parte da RTP? Os canais privados que tenham paciencia, mas a RTP até já está cheia de publicidade.


De António Parente a 25 de Maio de 2011 às 10:47
Tenho algumas dúvidas sobre a bondade da venda de empresas que são monopólios naturais e que prestam serviços essenciais à sociedade como no sector das águas.
O caso da empresas de transportes é muito delicado. Ou são vendidas e viabilizam-se através de aumentos de preços que equilibrem a exploração, o que provocará problemas graves a pessoas com salários baixos que os usam para se deslocarem para o emprego, ou continuam a ser subsidiadas pelo Estado, o que não faz muito sentido porque existirá sempre a vontade dos privados em maximizarem as rendas que o Estado lhes paga.

Privatizar a RTP e vender paticipações em empresas cotadas em bolsa onde o Estado já não detém a maioria parece-me lógico e desejável.


De CM a 25 de Maio de 2011 às 18:31

Os monopólios naturais nao sao por si só um impedimento, quanto mais nao seja o "lucro anormal" é taxado, desde que haja garantias que o serviço prestado é de qualidade e de acesso à população. O que nao é normal é o actual custo da água apelar ao desperdício, nem tao pouco que o Estado nao rentabilize esse activo em altura de necessidade, até porque mantem todos os seus poderes de imperium intactos...

Já quanto às empresas cotadas e lucrativas, acho que essa é uma questão que ja deveria estar ultrapassada: a venda é uma inevitabilidade.



Comentar post

Autores
Contacto
ruadireitablog [at] gmail.com
Subscrever Feeds
Redes Sociais
Siga o  Rua Direita no Twitter Twitter

Temas

'tiques socráticos'(6)

acordo(10)

administração pública(8)

ajuda externa(21)

alternativa(7)

bancarrota(13)

be(7)

bloco(11)

bloco central(5)

campanha(50)

cds(102)

cds-pp(12)

cds; psd(6)

comunicação(7)

constituição(6)

day after(8)

debate(12)

debates(52)

defice(8)

democracia(10)

desemprego(10)

desgoverno(11)

despesa pública(9)

dívida pública(11)

economia(20)

educação(19)

eleições(26)

esquerda(6)

estado social(23)

fiscalidade(14)

fmi(46)

futuro de portugal(17)

governar portugal(6)

governo(9)

humor(9)

josé sócrates(36)

legislativas 2011(6)

ler os outros(21)

maioria absoluta(26)

manifesto(32)

memorandum(38)

novas oportunidades(14)

passos coelho(13)

paulo portas(10)

política(15)

portugal(26)

programa de governo(7)

ps(108)

psd(73)

sair da crise(22)

saúde(6)

socialismo(19)

sócrates(63)

socrates(11)

sondagens(12)

troika(31)

tsu(7)

valores(6)

voto(9)

voto útil(32)

todas as tags

Últimos Links
Twingly Blog Search link:http://ruadireita.blogs.sapo.pt/ sort:publishedÚltimos Links para o Rua Direita
Pesquisar Neste Blog
 
Arquivos

Novembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

blogs SAPO