Rua Direita
Sábado, 4 de Junho de 2011
Filipa Correia Pinto

Por aqui no Rua Direita, já nos cansámos de mostrar o absurdo de o PSD ter passado boa parte da campanha a, cumprindo a sua carga genética, tentar reduzir a pó o CDS. A coisa é especialmente disparatada se tivermos em conta como foram os ultimos anos de oposição ao Governo Sócrates: enquanto o PSD se entreteve a torrar líderes, o CDS fez o seu caminho com competência, clarividência e intransigência.

 

E a coisa chega mesmo ao rídiculo, quando se compara o grau de rejeição popular deste Governo com a vitória tímida que o PSD vai obter, limitando-se a conseguir ganhar as eleições. Talvez no PSD seja mais fácil acreditar que a culpa é do CDS, mas bem sabemos todos que não é assim. O CDS chega como chega a estas eleições com todo o mérito e o PSD só não chega melhor porque...não foi capaz.

 

Também já de nada adianta salientar a enormidade do disparate de o PSD, especialmente tendo em conta as suas fragilidades, ter recusado a coligação que o CDS lhe ofereceu. está mais do que demonstrado que uma aliança pré eleitoral só prejudicaria o PS e teria um efeito significativo na distribuição dos mandatos.

 

Que o PSD se amofinhe com o crescimento do CDS e se sinta ferido no seu orgulho, nem é o mais grave - como digo, está-lhes no ADN, aliás mais do que qualquer outra marca. O que espanta é a má-fé com que miseravelmente o PSD tem tentado manipular o eleitorado, convencedo-o de que votar CDS é prejudicar a derrota do PS.

 

Às almas iluminadas que inventaram esta patranha, em espcial às que votam no Porto, que é o meu distrito, deixo um exercício breve, que qualquer aluno de 9º ano de matématica podia ter feito.  

 

O exercício pressupõe que o PSD ganha as eleições e que o CDS sobe ligeiramente o seu resultado face ao de 2009, e fora isto, explica-se a ele mesmo: uma pequena transferência de votos do CDS para o PSD impede a eleição do nosso 5º deputado e entrega-o de bandeja ao PS, sem que o PS precise de mais um voto sequer. Em nenhum cenários,  se alteram os mandatos do PSD. 

 

Veja por si. E decida por si. Este é o momento! 

Publicado Por Filipa Correia Pinto em 4/6/11
Link do Post | Comentar
Autores
Contacto
ruadireitablog [at] gmail.com
Subscrever Feeds
Redes Sociais
Siga o  Rua Direita no Twitter Twitter

Temas

'tiques socráticos'(6)

acordo(10)

administração pública(8)

ajuda externa(21)

alternativa(7)

bancarrota(13)

be(7)

bloco(11)

bloco central(5)

campanha(50)

cds(102)

cds-pp(12)

cds; psd(6)

comunicação(7)

constituição(6)

day after(8)

debate(12)

debates(52)

defice(8)

democracia(10)

desemprego(10)

desgoverno(11)

despesa pública(9)

dívida pública(11)

economia(20)

educação(19)

eleições(26)

esquerda(6)

estado social(23)

fiscalidade(14)

fmi(46)

futuro de portugal(17)

governar portugal(6)

governo(9)

humor(9)

josé sócrates(36)

legislativas 2011(6)

ler os outros(21)

maioria absoluta(26)

manifesto(32)

memorandum(38)

novas oportunidades(14)

passos coelho(13)

paulo portas(10)

política(15)

portugal(26)

programa de governo(7)

ps(108)

psd(73)

sair da crise(22)

saúde(6)

socialismo(19)

sócrates(63)

socrates(11)

sondagens(12)

troika(31)

tsu(7)

valores(6)

voto(9)

voto útil(32)

todas as tags

Últimos Links
Twingly Blog Search link:http://ruadireita.blogs.sapo.pt/ sort:publishedÚltimos Links para o Rua Direita
Pesquisar Neste Blog
 
Arquivos

Novembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

blogs SAPO