Rua Direita
Quarta-feira, 1 de Junho de 2011
Raúl Relvas Moreira

António Costa trouxe um novo argumento à campanha: como não vamos ganhar as eleições, elas não servem para nada.

Temas:
Publicado Por Raúl Relvas Moreira em 1/6/11
Link do Post | Comentar
Domingo, 29 de Maio de 2011
Raúl Relvas Moreira

 

"I triple guarantee you, there are no American soldiers in Baghdad."

"We are winning!"

Publicado Por Raúl Relvas Moreira em 29/5/11
Link do Post | Comentar | Ver Comentários (2)
Quarta-feira, 25 de Maio de 2011
Publicado Por Raúl Relvas Moreira em 25/5/11
Link do Post | Comentar | Ver Comentários (7)
Raúl Relvas Moreira

Publicado Por Raúl Relvas Moreira em 25/5/11
Link do Post | Comentar
Sexta-feira, 20 de Maio de 2011
Raúl Relvas Moreira

O fervor com que fala Louçã – o olhar inquisidor e o tom de permanente censura – não resulta da força das suas convicções, antes de uma profunda devoção de feição religiosa: para Louçã, a política é uma espécie de guerrilha religiosa, em que o dogma comanda o radicalismo justiceiro, sempre orientado para despertar em cada eleitor o pior que há em si.

 

Tudo quanto faz é destruir, jamais construir: não há uma ideia que não seja marcada pelo terrorismo ideológico que pauta a actuação do Bloco de Esquerda e que, bem se vê, o torna absolutamente inútil.

 

A desonestidade intelectual de Louçã ficou, ontem, uma vez mais, à vista de todos. Serve de consolo o que parece constituir já uma sólida tendência na evolução das sondagens: há cada vez mais eleitores a perceber que o caminho, seja qual for, não passa por dar força à esquerda radical.

Temas: ,
Publicado Por Raúl Relvas Moreira em 20/5/11
Link do Post | Comentar
Terça-feira, 10 de Maio de 2011
Raúl Relvas Moreira

O número da pasta vazia protagonizado por José Sócrates não passou de um truque verdadeiramente primário, somente revelador de uma superficialidade atroz e de um estilo perigosamente leviano.

 

Note-se que não se tratou de um número espontâneo – o que, não desculpando o seu autor, talvez pudesse atenuar a culpa –, mas de um acto reflectido e ponderado.

 

Como foi possível confiar a governação de Portugal a José Sócrates?

Publicado Por Raúl Relvas Moreira em 10/5/11
Link do Post | Comentar
Raúl Relvas Moreira

Um ministro do governo que conduziu o país à necessidade de pedir ajuda externa acaba de referir, no canal estatal, que “não podemos continuar a pôr em causa a nossa capacidade de resolver os nossos problemas”.

 

Publicado Por Raúl Relvas Moreira em 10/5/11
Link do Post | Comentar

Autores
Contacto
ruadireitablog [at] gmail.com
Subscrever Feeds
Redes Sociais
Siga o  Rua Direita no Twitter Twitter

Temas

'tiques socráticos'(6)

acordo(10)

administração pública(8)

ajuda externa(21)

alternativa(7)

bancarrota(13)

be(7)

bloco(11)

bloco central(5)

campanha(50)

cds(102)

cds-pp(12)

cds; psd(6)

comunicação(7)

constituição(6)

day after(8)

debate(12)

debates(52)

defice(8)

democracia(10)

desemprego(10)

desgoverno(11)

despesa pública(9)

dívida pública(11)

economia(20)

educação(19)

eleições(26)

esquerda(6)

estado social(23)

fiscalidade(14)

fmi(46)

futuro de portugal(17)

governar portugal(6)

governo(9)

humor(9)

josé sócrates(36)

legislativas 2011(6)

ler os outros(21)

maioria absoluta(26)

manifesto(32)

memorandum(38)

novas oportunidades(14)

passos coelho(13)

paulo portas(10)

política(15)

portugal(26)

programa de governo(7)

ps(108)

psd(73)

sair da crise(22)

saúde(6)

socialismo(19)

sócrates(63)

socrates(11)

sondagens(12)

troika(31)

tsu(7)

valores(6)

voto(9)

voto útil(32)

todas as tags

Últimos Links
Twingly Blog Search link:http://ruadireita.blogs.sapo.pt/ sort:publishedÚltimos Links para o Rua Direita
Pesquisar Neste Blog
 
Arquivos

Novembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

blogs SAPO