Rua Direita
Terça-feira, 7 de Junho de 2011
João Pinheiro da Silva

Obrigado a todos os vizinhos desta Rua Direita que tanta sabedoria demonstraram ao longo do último mês.

 

Obrigado especialmente ao Adolfo que me lançou o desafio de andar também por aqui.

 

Aos dois deputados desta Rua desejo a melhor sorte, porque também vão precisar dela.

 

Infelizmente só vos reencontrarei a todos daqui a quatro anos, sim, porque a próxima legislatura vai até ao fim.

 

Vêmo-nos em 2015!

Publicado Por João Pinheiro da Silva em 7/6/11
Link do Post | Comentar
Sexta-feira, 3 de Junho de 2011
João Pinheiro da Silva

é um dos títulos do Expresso de hoje.

 

Torna-se cada vez mais evidente a necessidade de criar um "Regime de Arrendamento Social" bem estruturado e pensado para dar resposta eficaz aos que verdadeiramente carecem de habitação social.

 

Para isso é necessário conhecer a realidade dos arrendamentos de cariz social e perceber que é um erro aplicar, mesmo que subsidiariamente, normas legais pensadas para os arrendamentos do mercado "comum".

 

Com o CDS no próximo Governo tenho esperança que este capítulo da área social seja, de uma vez por todas, tratado com rigor e coragem para bem de todos aqueles que não têm meios próprios e suficientes para aceder a uma habitação condigna.

 

Este é, de facto, o momento de apoiar medidas sociais eficazes.

 

Este é, também por isso, o momento de apoiar o CDS!

 

  

Publicado Por João Pinheiro da Silva em 3/6/11
Link do Post | Comentar
Quinta-feira, 19 de Maio de 2011
João Pinheiro da Silva

terem acabado os debates com o CDS.

 

Mais duas semanas de debates e o CDS chegaria muito mais longe. 

Publicado Por João Pinheiro da Silva em 19/5/11
Link do Post | Comentar
Segunda-feira, 16 de Maio de 2011
João Pinheiro da Silva

O que é que aconteceu a alguns jornalistas que até há bem pouco tempo apresentavam noticiários diários e faziam entrevistas regulares?

 

O que aconteceu, por exemplo, a Ana Lourenço e Mário Crespo?

 

É que até parece que em tempo de eleições há a tendência para afastar cirurgicamente alguns jornalistas.

 

Qualquer coincidência com as eleições de 2009 é pura ficção, pois claro. 

 

 

Publicado Por João Pinheiro da Silva em 16/5/11
Link do Post | Comentar | Ver Comentários (5)
Domingo, 15 de Maio de 2011
João Pinheiro da Silva

 

Acabo de ouvir as declarações de Fernando Nogueira a propósito de Paulo Portas e do CDS.

 

Fiquei a pensar: foi para isto que Fernando Nogueira regressou depois de mais de 10 anos afastado da política?

 

Voltou às lides políticas exclusivamente para atacar o CDS, o tal partido que acusa de supostamente criticar mais o PSD do que o PS do Eng. Sócrates?

 

 

E depois pensei: então mas não é o PSD, desta feita, pela voz de Fernando Nogueira que apontou novamente baterias ao CDS em vez de criticar o PS e o Eng. Sócrates?

 

 

Pensei ainda: o que pode levar uma personalidade estimável afirmar que Paulo Portas "tem tiques socráticos"?

 

Pensei também: não seria mais útil ao PSD preparar-se melhor para esta campanha e, por exemplo, treinar devidamente o seu líder para o debate com o Eng. Sócrates antes que seja "triturado"?

 

Confesso que fiquei desiludido por ver Fernando Nogueira juntar-se ao coro de críticas inócuas e impróprias (para não dizer que chegam a roçar o ridículo) que Miguel Relvas e outros companheiros de partido têm vindo a dirigir ao CDS.

 

Acabei a pensar: tanta crítica ao CDS só se compreende pelo resultado histórico e merecido que toda a gente já percebeu que vai ser alcançado em 5 de Junho.

 

 

 

 

 

 

 

Publicado Por João Pinheiro da Silva em 15/5/11
Link do Post | Comentar
Sexta-feira, 13 de Maio de 2011
João Pinheiro da Silva

No exemplo que Paulo Portas deu sobre a maioria absoluta o PSD teria 23% e o CDS 23,5%

 

Para o PSD conseguir esse resultado talvez fosse melhor começar a pedir ao Dr. Catroga, ao Dr. Miguel Relvas, ao Dr. Veiga, entre outras personalidades, que prestem um bom seviço ao seu partido duma forma muito simples: não dêem entrevistas, não façam declarações, no fundo, não falem com ninguém!

 

Para o PSD conseguir esse resultado convinha que o PSD não fosse oposição a si mesmo.

 

Paulo Portas fixou um objectivo muito difícil ao PSD.

Temas:
Publicado Por João Pinheiro da Silva em 13/5/11
Link do Post | Comentar | Ver Comentários (1)
Segunda-feira, 9 de Maio de 2011
João Pinheiro da Silva

Depois deste debate não me tentem convencer que o candidato José Sócrates é invencível!

 

Para quem gosta de alimentar as pretensas qualidades supostamente inesgotáveis do candidato José Sócrates hoje ficou claro que isso é, na melhor das hipóteses, um mito urbano.

 

O dito candidato não largou o argumentário do PEC 4, como se não tivesse mais nada para dizer aos que vivem no planeta Terra.

 

Paulo Portas lembrou que a esmagadora maioria das pessoas irá votar com os bolsos vazios e, pelo meio, disse aquilo que muitos pensamos e sabemos: o candidato José Sócrates mente.

 

Pena é que daqui em diante os debates sejam um passeio pela avenida para o candidato José Sócrates...

 

Publicado Por João Pinheiro da Silva em 9/5/11
Link do Post | Comentar
Quinta-feira, 5 de Maio de 2011
João Pinheiro da Silva

Já se esperava que o "MOU" condicionasse fortemente a campanha eleitoral.

Agora é preciso que o CDS consiga explicar claramente ao eleitorado por que razões é o partido melhor preparado para, além de tudo o mais, fazer uso da pequena margem de negociação que nos resta com a troika.

 

Publicado Por João Pinheiro da Silva em 5/5/11
Link do Post | Comentar
Terça-feira, 3 de Maio de 2011
João Pinheiro da Silva

Em abono da verdade devo dizer que estou convencido que daqui a poucas semanas o CDS atingirá um resultado substancialmente superior ao obtido em 2009.

 

Ainda assim, gosto de ser um observador lúcido e objectivo do fenómeno político e, por isso, julgo que nas próximas eleições o CDS continuará a ser a terceira força política mais votada. Desculpem-me os mais optimistas.

 

Dito isto, deve o CDS integrar o próximo Governo independentemente dos resultados das eleições? Não!

 

Tenho como certo que o papel que o CDS (e também os demais partidos) desempenhará na legislatura que se avizinha terá efeitos marcantes na sociedade muito para lá dessa mesma legislatura.

 

O que deve, então, fazer o CDS perante os vários cenários possíveis a partir de 6 de Junho?

 

1º Cenário: PSD ganha as eleições sem maioria absoluta.

 

Neste caso e tendo em consideração o estado lastimável em que o país se encontra (não discuto de quem é a culpa pela simples razão que é indiscutível), não tenho dúvidas que o CDS deverá coligar-se com o PSD e formar um Governo maioritário com a legitimidade e força necessárias para implementar as reformas que há muito são apregoadas e que teimam em não se tornar realidade.

Quanto ao tema “reformas” deixo para outra oportunidade…

 

2º Cenário: PSD ganha as eleições com maioria absoluta.

 

Neste caso, mesmo contra a eventual vontade do PSD, o CDS não deve integrar o Governo.

 

Poderá, quando muito, comprometer-se a celebrar acordos pontuais de incidência parlamentar a propósito de determinados diplomas, designadamente os necessários ao cumprimento das medidas negociadas com a “troika”.

 

Nessas circunstâncias o mais útil para o país é poder contar com o CDS na oposição firme e construtiva ao Governo.

 

3º Cenário: PS ganha as eleições com ou sem maioria absoluta.

 

Não concebo, objectivamente, tal cenário.

Temas: , ,
Publicado Por João Pinheiro da Silva em 3/5/11
Link do Post | Comentar | Ver Comentários (3)
João Pinheiro da Silva

Ouvi há pouco uma declaração vinda de São Bento sobre um empréstimo que tinha sido contraído pelo meu país.

 

É curioso que não me lembro de ter ouvido o valor desse empréstimo, nem tão pouco a respectiva taxa de juro.

 

Também não me lembro de ter ouvido as condições que Portugal vai ter que cumprir para receber a quantia mistério que vai ser emprestada.

 

Mas lembro-me de ter ouvido uma música de encantar qualquer funcionário público e pensionista que por aí ande mais distraído. Desta vez o pavão era outro...

Publicado Por João Pinheiro da Silva em 3/5/11
Link do Post | Comentar

Autores
Contacto
ruadireitablog [at] gmail.com
Subscrever Feeds
Redes Sociais
Siga o  Rua Direita no Twitter Twitter

Temas

'tiques socráticos'(6)

acordo(10)

administração pública(8)

ajuda externa(21)

alternativa(7)

bancarrota(13)

be(7)

bloco(11)

bloco central(5)

campanha(50)

cds(102)

cds-pp(12)

cds; psd(6)

comunicação(7)

constituição(6)

day after(8)

debate(12)

debates(52)

defice(8)

democracia(10)

desemprego(10)

desgoverno(11)

despesa pública(9)

dívida pública(11)

economia(20)

educação(19)

eleições(26)

esquerda(6)

estado social(23)

fiscalidade(14)

fmi(46)

futuro de portugal(17)

governar portugal(6)

governo(9)

humor(9)

josé sócrates(36)

legislativas 2011(6)

ler os outros(21)

maioria absoluta(26)

manifesto(32)

memorandum(38)

novas oportunidades(14)

passos coelho(13)

paulo portas(10)

política(15)

portugal(26)

programa de governo(7)

ps(108)

psd(73)

sair da crise(22)

saúde(6)

socialismo(19)

sócrates(63)

socrates(11)

sondagens(12)

troika(31)

tsu(7)

valores(6)

voto(9)

voto útil(32)

todas as tags

Últimos Links
Twingly Blog Search link:http://ruadireita.blogs.sapo.pt/ sort:publishedÚltimos Links para o Rua Direita
Pesquisar Neste Blog
 
Arquivos

Novembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

blogs SAPO