Rua Direita
Terça-feira, 3 de Maio de 2011
Francisco de Almeida

Foi recentemente abolido o capital social mínimo das sociedades unipessoais e por quotas. Ainda não existia esta regra quando criei a minha empresa, e ainda bem.

 

Vejamos:

  • Quando cria a sua empresa tem de pagar logo €360;
  • Tem de contratar um contabilista que custará pelo menos €150 por mês;
  • Precisará certamente de fazer algumas compras de mobiliário e equipamentos;
  • Terá ainda, em boa parte dos casos, de adiantar dinheiro a fornecedores pela compra de materiais cujas vendas, depois de realizadas, só serão recebidas a 30, 60 ou 90 dias (ou mais no caso do cliente ser o governo);
  • Quando realizar a asneira que fez, terá de pagar mais €250 para encerrar a sua empresa.

 

Não é difícil ver que a soma destes custos é superior a €1 ou €2. Estas medidas em nada ajudam à dinamização do empreendedorismo. São antes medidas irresponsáveis que iludem os potenciais empreendedores quanto às dificuldades e desafios de começar uma empresa. Lançar um negócio é um compromisso que tem de ser assumido e tem custos associados. O capital social mínimo deverá reflectir esse compromisso.

 

Apoio com convicção medidas que facilitem a criação e o desenvolvimento da iniciativa privada em Portugal. No entanto, essas medidas precisam de ir ao coração do problema: fortalecer a formação de gestão de potenciais empreendedores,  minimizar a carga fiscal das microempresas, facilitar as contratações, garantir pagamentos atempados, melhorar os mecanismos de apoio financeiro e à exportação, etc. 

Temas:
Publicado Por Francisco de Almeida em 3/5/11
Link do Post | Comentar
4 comentários:
De João Titta Maurício a 3 de Maio de 2011 às 20:47
Salvo melhor opinião, sempre poderemos argumentar duas coisas:
- que, se o capital social serve principalmente para sinalizar um - pretenso! - nível de confiança direccionado aos fornecedores, então a sua ausência só dificultará a concessão de crédito ou de aquisição a crédito ou com pagamento faseado ou diferido;
- que a prática generalizada é a de depositar o valor do capital num dia e levantá-lo no seguinte... ou então o mesmo vai sendo paulatinamente consumido nas despesas de intalação ou nas de preparação e desenvolvimento das acções que são permitidas pelo objecto social.

Assim, admito que eu não assumiria um compromisso de fornecimento a crédito com uma sociedade sem capital social. Mas... e esta é uma pergunta de ignorância feita... será que, não estando definido o montante de capital social, quer dizer que o património pessoal responde de forma ilimitada?


De Francisco de Almeida a 4 de Maio de 2011 às 09:36
Caro João,

Respondendo à sua pergunta, ao que percebo, apenas o capital social dos sócios respondem pelas dividas da sociedade, pelo que o seu ponto é mais um argumento da irresponsabilidade desta medida...


De Fernando Martins a 3 de Maio de 2011 às 22:53
Não percebeu onde quer chegar Francisco, mas espero que vote no CDS!


De Zélia Pinheiro a 11 de Maio de 2011 às 15:00
Medidas avulsas que iludem os problemas. Há tanto, tanto disto....


Comentar post

Autores
Contacto
ruadireitablog [at] gmail.com
Subscrever Feeds
Redes Sociais
Siga o  Rua Direita no Twitter Twitter

Temas

'tiques socráticos'(6)

acordo(10)

administração pública(8)

ajuda externa(21)

alternativa(7)

bancarrota(13)

be(7)

bloco(11)

bloco central(5)

campanha(50)

cds(102)

cds-pp(12)

cds; psd(6)

comunicação(7)

constituição(6)

day after(8)

debate(12)

debates(52)

defice(8)

democracia(10)

desemprego(10)

desgoverno(11)

despesa pública(9)

dívida pública(11)

economia(20)

educação(19)

eleições(26)

esquerda(6)

estado social(23)

fiscalidade(14)

fmi(46)

futuro de portugal(17)

governar portugal(6)

governo(9)

humor(9)

josé sócrates(36)

legislativas 2011(6)

ler os outros(21)

maioria absoluta(26)

manifesto(32)

memorandum(38)

novas oportunidades(14)

passos coelho(13)

paulo portas(10)

política(15)

portugal(26)

programa de governo(7)

ps(108)

psd(73)

sair da crise(22)

saúde(6)

socialismo(19)

sócrates(63)

socrates(11)

sondagens(12)

troika(31)

tsu(7)

valores(6)

voto(9)

voto útil(32)

todas as tags

Últimos Links
Twingly Blog Search link:http://ruadireita.blogs.sapo.pt/ sort:publishedÚltimos Links para o Rua Direita
Pesquisar Neste Blog
 
Arquivos

Novembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

blogs SAPO