Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rua Direita

Rua Direita

04
Mai11

Plano da Troika (2) - as medidas duras

Filipe Santos

Num documento de 33 páginas (ainda não li o 2.º MoU) podem ler-se as medidas que permitirão a Portugal aceder a um empréstimo de €78 milhões.

 

Algumas dessas medidas são de aumento: do IMI, do imposto automóvel, do IVA sobre a electricidade (e outros produtos), do imposto sobre o tabaco.

 

Outras são de diminuição ou eliminação: das pensões (acima dos €1500), das deduções fiscais (na educação, na habitação e até na saúde), das prestações sociais (maxime do subsídio de desemprego), dos benefícios da ADSE.

 

Também existam medidas de congelamento: de salários na função pública e das pensões, até 2013.

 

Quer isto dizer que, como não podia deixar de ser, o plano da Troika implica ir "ao bolso" aos portugueses. Bem se percebe, portanto, a cara de Teixeira dos Santos enquanto assistia ao acto de pura propaganda de ontem à noite que dava a entender que as medidas não seriam gravosas.

 

As medidas são duras como, infelizmente, tinham de ser porque Portugal se endividou excessivamente para satisfazer, tantas vezes, meros caprichos.

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contacto

ruadireitablog [at] gmail.com

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D