Rua Direita
Quinta-feira, 5 de Maio de 2011
Francisco Mendes da Silva

Hoje é dia de referendo ao secular sistema de voto do Reino Unido. Ou se mantém o modelo First Past the Post, ou se muda para o Voto Alternativo (AV). Nenhum dos sistemas faz propriamente parte da tradição política portuguesa, mas a reforma do sistema político é uma conversa perene em Portugal e, portanto, vale a pena estar atento à discussão e aos resultados.

 

David Cameron enviou hoje um e-mail aos seus apoiantes, onde faz o sumário dos perigos da mudança.

 

One - AV is complex. First Past the Post is so simple you can sum it up in seven words: the person with the most votes wins. AV is so confusing that when I was recently interviewed on the BBC, it became clear that one of their most experienced broadcasters didn't understand how it worked.


Two - AV is unfair. With First Past the Post, everyone gets one vote, and that vote is counted once. That's fair. But under AV, supporters of extremist or fringe parties can get their votes counted again and again and again. That's unfair. It's simply not right that the fifth vote of a Monster Raving Looney supporter counts as much as your first vote.


Three - AV takes power away from people and gives it to politicians. The great thing about our current system is that it always lets you kick dead-duck governments out on their ear. Remember 1979? Remember last year? Under AV, that sort of people power would be much less likely. It would mean more grey areas in election results, and more opportunities for tired politicians to cling on to power long after their time. Just think - if we'd had AV last year, Gordon Brown could still be in Downing Street today.


Four - AV is costly. Money is tight at the moment, so why get rid of a system that is cheap to administer for one that will inevitably cost more and bring loads more bureaucracy? I know, you know, that our money could be better spent on other things.


Five - AV is unpopular. First Past the Post is used by half the planet, from the world's biggest democracy - India - to the world's most powerful democracy - America. AV is used in just three countries: Australia, Fiji and Papua New Guinea. And in Australia, they want to get rid of it.

 

Let the final word go to our greatest ever Prime Minister, Winston Churchill. He described AV as "the stupidest, the least scientific and the most unreal" voting system. He said it would mean elections are "determined by the most worthless votes given for the most worthless candidates". He's right.

Publicado Por Francisco Mendes da Silva em 5/5/11
Link do Post | Comentar
2 comentários:
De João Maria Condeixa a 5 de Maio de 2011 às 11:58
Gosto especialmente das expressões! Talvez não fosse mau deixares em breve comentário como funciona o AV. ab


De libertas a 5 de Maio de 2011 às 23:04
No sistema AV os eleitores, em vez de escolher o candidato da sua preferência com um (X), ordenam os canditados pela sua preferência.
Se após a contagem dos resultados algum dos canditados da circuncrição (uninominal) tiver 50%+1 voto está eleito, mas se nenhum tiver este resultado:  os votos do cantidato com menos votos serão distribuidos pelos outros canditados de acordo com a ordenação feita pelos eleitores. Se mesmo assim não houver um candidato com  50%+1 vai-se eliminando os 2º menos votas e assim sucessivamente até encontrarmos o eleito.


Comentar post

Autores
Contacto
ruadireitablog [at] gmail.com
Subscrever Feeds
Redes Sociais
Siga o  Rua Direita no Twitter Twitter

Temas

'tiques socráticos'(6)

acordo(10)

administração pública(8)

ajuda externa(21)

alternativa(7)

bancarrota(13)

be(7)

bloco(11)

bloco central(5)

campanha(50)

cds(102)

cds-pp(12)

cds; psd(6)

comunicação(7)

constituição(6)

day after(8)

debate(12)

debates(52)

defice(8)

democracia(10)

desemprego(10)

desgoverno(11)

despesa pública(9)

dívida pública(11)

economia(20)

educação(19)

eleições(26)

esquerda(6)

estado social(23)

fiscalidade(14)

fmi(46)

futuro de portugal(17)

governar portugal(6)

governo(9)

humor(9)

josé sócrates(36)

legislativas 2011(6)

ler os outros(21)

maioria absoluta(26)

manifesto(32)

memorandum(38)

novas oportunidades(14)

passos coelho(13)

paulo portas(10)

política(15)

portugal(26)

programa de governo(7)

ps(108)

psd(73)

sair da crise(22)

saúde(6)

socialismo(19)

sócrates(63)

socrates(11)

sondagens(12)

troika(31)

tsu(7)

valores(6)

voto(9)

voto útil(32)

todas as tags

Últimos Links
Twingly Blog Search link:http://ruadireita.blogs.sapo.pt/ sort:publishedÚltimos Links para o Rua Direita
Pesquisar Neste Blog
 
Arquivos

Novembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

blogs SAPO