Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rua Direita

Rua Direita

05
Mai11

O Primeiro Passo Para Construir uma Alternativa

Tomás Belchior

 caminhos diferentes

 

Há uns dias a Helena Matos publicou o que é, para mim, o diagnóstico definitivo dos problemas do PSD (e, por tabela, do PS):

 "Enquanto faz farófias [Passos Coelho] pode divertir-se imaginando os técnicos do FMI reunindo-se com Sócrates e sobretudo explicar ao seu partido que o FMI vai impor a Portugal aquelas medidas que perante os microfones desligados os dirigentes do PSD e muitos do PS dizem ser necessárias, mas que mal os microfones se ligam passam a classificar como não compatíveis com a Constituição, com o Estado social, com o estado do programa do partido ou com a falta dele. Não é uma perspectiva muito grandiosa, mas é aqui que se chega quando se abdicou do essencial num partido: ter um discurso ideologicamente coerente e distinto."

É certo que, como escrevemos no nosso manifesto, estas eleições serão sobretudo sobre políticas. Mas as políticas não nascem, nem podem nascer, do vazio.

 

Enquanto no Bloco Central se foge a sete pés da ideologia, no CDS assumimo-la. Assumimos que muitos de nós sentem que têm uma obrigação moral individual para com os mais fracos, assumimos que muitos de nós não querem ser obrigados a viver em concubinato com o Estado, assumimos que muitos de nós acreditam que não podemos viver no presente como se não houvesse passado e que há leis que nos transcendem. E assumimos também que nem sempre estas três correntes coincidem.

 

O que é certo é que estamos todos, sem excepção, comprometidos. Comprometidos com as nossas convicções e comprometidos com políticas que tenham por base essas convicções. É verdade que isto nem sempre é fácil de gerir mas esta clareza tem uma vantagem óbvia: ninguém vota no CDS sem saber ao que vem e ninguém vota no CDS sem saber o que pode esperar do partido no dia a seguir às eleições. Ou seja, ninguém vota no CDS apenas porque é a equipa que está à frente do campeonato. Talvez chegue o dia em que isso venha a acontecer mas este é um código genético que já ninguém nos tira.

 

E isto, nos tempos que correm, conforta-me.

2 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contacto

ruadireitablog [at] gmail.com

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D