Rua Direita
Terça-feira, 10 de Maio de 2011
António Sousa Leite

O PSD já percebeu que (mais uma vez...) toda a sua campanha é um algomerado infinito de calinadas. Já percebeu que o seu vácuo ideológico (ou antes execesso, já que deve ter uma corrente política por militante) lhe está a fazer perder (uma vez mais contra Sócrates). Que os milhares de medidas avulsas que apresentam diariamente já não convencem ninguém. Que afinal a culpa não era de Mendes, de Menezes, de Ferreira Leite, nem sequer é de Passos. É de um partido cuja razão de existência se torna cada vez menos evidente, numa tentativa desesperada de se demarcar do outro partido de matriz social-democrata que por aqui existe.

 

Resolvem, então, recorrer à estratégia mais baixa: manipular o medo das pessoas. Ontem Marcelo, hoje Passos e Menezes. Todos os grupinhos que costumam andar às turras dentro daquele partido se uniram para tentar vencer, pelo medo, não aquele que é tido como o seu adversário na luta para o poder, mas o partido que lhe poderá dar uma maioria estável para governar.

 

Apelam às pessoas ao voto útil face a um (já desmentido...) possível acordo entre o CDS e o PS. Fazem crer às pessoas que apenas a maioria absoluta de um partido é uma solução viável - quando todos sabemos com um intervalo de confiança de 90% e uma margem de erro de 2% (mais coisa menos coisa) que tal maioria nunca irá ser possível.

 

Pior! O ilustre Professor Marcelo veio meter mais macaquinhos no sotão dizendo que o pior para o país é um CDS que tenha poder de escolher o seu parceiro de coligação. Que o seu partido fica refém do CDS e, uma vez que os 2 "partidos da alternância democrática" decidiram que são o país, tendo o seu partido de assumir um maior compromisso (tão pedido aos partidos pelo Sr. Presidente da República - imagine-se - militante do PSD) sendo isso mau para o partido, é-o para o país. Para o Douto Senhor, se os portugueses quiserem experimentar algo novo, depois da experiência traumática dos últimos anos, isso é o pior para o país, ainda mais se escolher governar com o seu partido e não com o PS. Porque sabe que governando o CDS com o PS isso significa a auto-destruição do primeiro, o que é sempre recomendável a quem está habituado a só ter um grande rival com que se preocupar.

 

Depois vem aquele ilustre militante laranja de Gaia dizer que um voto no CDS é um voto no PS. Alertar para o enorme risco de um governo PS-CDS. Apenas porque o CDS não cedeu ao perigo - não custa lembrar, recordado pelo PR, militante do PSD - de haver na campanha uma crispação tal que impossibilite qualquer entendimento, ao contrário de um imaturo Passos Coelho. Se o CDS tivesse o comportamento do PSD, saía do mapa. Como explica porque é que não se vai entender com Sócrates, em vez de fazer birra e um drama do tipo "nós ou eles", sem explicar nada, há quem imagine por aí que somos uma força maléfica que na verdade o que quer é governar com o sr "engenheiro".

 

Mas o melhor de tudo é o presidente do PSD, apelando a claras maiorias porque não quer nenhum pau-de-cabeleira. Para quem não entenda o que tal significa, o dito senhor não quer que Portas se intrometa no seu namoro com Sócrates.

 

Pois bem, meus senhores, os portugueses não são estúpidos, portanto o tiro há-de lhes sair pela culatra. Para mal do país, pois creio que infelizmente nem todos os que deixem de votar PSD por causa desta campanha aberrante se mudarão para a direita.

Publicado Por António Sousa Leite em 10/5/11
Link do Post | Comentar
1 comentário:
De António Sousa Leite a 10 de Maio de 2011 às 01:53
desmistificando o tema do voto útil, é muito interessante este artigo de Pedro Pestana Bastos: http://cachimbodemagritte.com/2970139.html


Comentar post

Autores
Contacto
ruadireitablog [at] gmail.com
Subscrever Feeds
Redes Sociais
Siga o  Rua Direita no Twitter Twitter

Temas

'tiques socráticos'(6)

acordo(10)

administração pública(8)

ajuda externa(21)

alternativa(7)

bancarrota(13)

be(7)

bloco(11)

bloco central(5)

campanha(50)

cds(102)

cds-pp(12)

cds; psd(6)

comunicação(7)

constituição(6)

day after(8)

debate(12)

debates(52)

defice(8)

democracia(10)

desemprego(10)

desgoverno(11)

despesa pública(9)

dívida pública(11)

economia(20)

educação(19)

eleições(26)

esquerda(6)

estado social(23)

fiscalidade(14)

fmi(46)

futuro de portugal(17)

governar portugal(6)

governo(9)

humor(9)

josé sócrates(36)

legislativas 2011(6)

ler os outros(21)

maioria absoluta(26)

manifesto(32)

memorandum(38)

novas oportunidades(14)

passos coelho(13)

paulo portas(10)

política(15)

portugal(26)

programa de governo(7)

ps(108)

psd(73)

sair da crise(22)

saúde(6)

socialismo(19)

sócrates(63)

socrates(11)

sondagens(12)

troika(31)

tsu(7)

valores(6)

voto(9)

voto útil(32)

todas as tags

Últimos Links
Twingly Blog Search link:http://ruadireita.blogs.sapo.pt/ sort:publishedÚltimos Links para o Rua Direita
Pesquisar Neste Blog
 
Arquivos

Novembro 2011

Junho 2011

Maio 2011

blogs SAPO