Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rua Direita

Rua Direita

23
Mai11

Quem passa pelo Albergue Espanhol

Jacinto Bettencourt

e lê o último parágrafo deste post, no qual Fernando Moreira de Sá comenta o parentesco de uma vereadora do CDS e um jornalista e insinua que tal relação está na origem das opiniões do último (e da respectiva «companheira»), percebe porque é que é um entendimento entre o CDS e o PSD depende, cada vez mais, da benevolência paternal do primeiro. Afinal, é nas pequenas coisas que as pessoas se distinguem e separam. Não me refiro apenas à sobranceria e arrogância patéticas de muitos sociais-democratas (felizmente não todos) que ignoram a história do próprio partido -- este saloismo político de que não há memória será certamente castigado nas urnas -- mas ao facto de muitos dos seus comentários (blogosféricos e não só) descerem perigosamente ao nível do Câmara Corporativa. O PSD que se concentre em fazer o que lhe compete, com boa cara e em bom tom, se faz favor; de preferência sem falar das famílias dos candidatos e dos jornalistas.

 

Também aqui.



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contacto

ruadireitablog [at] gmail.com

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D