Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rua Direita

Rua Direita

30
Mai11

Paulo Portas e a concorrência

Francisco Meireles

Sob o título que escolhi para este post, Nicolau Santos no Expresso do fim de semana passado, "ataca" as posições de Paulo Portas sobre essas insignes instituições portuguesas que são o Banco de Portugal e a Autoridade da Concorrência.

 

O artigo, sob a capa de coluna de opinião, não é mais do que um ataque torpe, desfocado das posições e soluções que o CDS defende, apontado à defesa do bloco central em que Nicolau Santos parece depositar toda a sua fé.

 

NS não quiz ou não pode compreender as posições do CDS e de Paulo Portas, porque não lhe interessa. Defender boas instituições IMPLICA criticar os seus dirigentes quando não fazem o trabalho que devem e para o qual são pagos. Esse é que é o problema, não os ataques. O Banco de Portugal pode ter gente muito competente, mas se tiver um governador que não quer fazer o seu trabalho ou que se deixa instrumentalizar, como foi o caso de Vítor Constâncio, tem de ser criticado, sob pena de deixar corromper a instituição. Foi isso que aconteceu. É isso que está a acontecer com a Autoridade da Concorrência, e não tem nada a ver com os combustíveis; tem a ver com não se permitir que a instituição desempenhe a sua função.

 

A verdade é que NS tenta fazer um aproveitamento ignóbil das lições de um prémio nobel da economia, sobre a importância das instituições para o crescimento económico, o que só pode ter uma de duas explicações. Ou NS não percebeu ou não quiz perceber. "Não há pior cego do que o que não quer ver..."

 

Portugal precisa de concorrência como de pão para a boca, não precisa de "negócios" entre o estado, a banca e alguns favoritos do regime. Basta pensar no que significou, para os consumidores, a separação da Zon e da PT, para se perceber porque é que a verdadeira concorrência é a mãe de todas as virtudes. Pelo contrário, a instrumentalização das instituições, não só para distribuir cargos mas sobretudo para "proteger os amigos" ou legitimar comportamentos impróprios, essa é que é a mãe de todos os vícios.

 

E não há duas voltas a dar-lhe, por muito que NS gostasse de ver o País a continuar pelo caminho que o trouxe ao atoleiro actual!!!

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contacto

ruadireitablog [at] gmail.com

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D