Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rua Direita

Rua Direita

03
Jun11

Post para um pequeno grupo de pessoas

António Folhadela Moreira

Poderei estar enganado mas poucos serão os que tendo já decidido ir votar ainda não decidiram em quem votar. E por isso este meu post destina-se a um grupo pequeno de pessoas, aquelas que, por alguma razão, estão na dúvida entre votar no partido A ou no partido B. Mais concretamente eu dirijo-me àquelas pessoas para quem o partido A é o CDS e o B é outro partido qualquer.

 

Se o tal "outro partido qualquer" for o PS eu faço um apelo aos indecisos a quem me dirijo. O melhor critério para avaliar o que quer que seja é o resultado. E o resultado da governação do PS e de José Sócrates está à vista, não vale sequer a pena voltar ao mesmo porque todos sabemos demasiado bem o estado a que chegamos.

 

Mas o problema do líder do PS já não é só a questão da sua incompetência, é antes de mais uma questão de carácter, mas é por tudo isso que o PS não vai ganhar estas eleições. Aliás, o "empate técnico" que nos "venderam" durante 3 longuíssimas semanas a fio é, e sempre foi, uma ficção (intencionalmente?) construída em benefício do PS e PSD.

 

Por isso, em face do "critéro do resultado", se está na dúvida entre votar PS ou noutro partido, vote no outro, sendo certo uma coisa, se o "outro partido" for o PSD está a trocar uma camisola suja e gasta por uma outra camisola quase igual, embora mais lavadinha e ligeiramente mais nova.

 

Lembrem-se que enquanto o PS esteve a arrastar-nos para o terreno lodoso onde atascou o país, o PSD nunca foi a oposição que o país precisou. Quando o país tinha o governo PS a aumentar exponencialmente a dívida pública, teve o PSD a discutir se dava a liderança do partido a Luís Filipe Menezes ou a Marques Mendes.

Quando o país tinha o governo PS a subir generalizadamente os impostos, teve o PSD a discutir se mantinha a liderança do partido em Marques Mendes ou a dava a Luís Filipe Menezes.

Quando o país tinha o governo PS a nada fazer para conter a subida do desemprego e a instrumentalizar de uma forma nunca vista o aparelho de Estado, teve o PSD a discutir se dava a liderança do partido a Manuela Ferreira Leite ou a Passos Coelho.

Quando o país tinha o governo PS depauperar o erário público para pagar juros incomportáveis, teve o PSD a discutir se dava a liderança do partido a Passos Coelho ou a Paulo Rangel e, logo que decidiu essa questão, teve o PSD a aprovar com o PS 3 PECs e 2 Orçamentos de Estado.

 

E por isso, aos poucos a quem me dirijo, lanço um apelo. Votem no único partido que durante 6 anos se concentrou, apenas e só, no país e nas medidas que o país tinha que tomar para que o nosso futuro seja melhor que o nosso presente. Votem no único partido que uma vez no governo é um garante que o PSD dará ao país o melhor que tem para dar e não resvala para o seu pior, tornando-se demasiado parecido com o PS dos últimos 6 anos.

 

Aos poucos a quem me dirijo, Votem CDS.

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contacto

ruadireitablog [at] gmail.com

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D