Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rua Direita

Rua Direita

14
Mai11

Programa Partido Popular (1)

Gabriel Silva

«Do 
plano 
de
alienações 
das 
participações
 do 
Estado,
 o 
CDS 
exclui
a
 CGD»

 

Péssimo. Deveria ter sido o primeiro a exigir a venda desse banco e de todo o seu grupo financeiro.

 

E todo este parágrafo não é compatível com a declaração de princípios do CDS/PP em favor de uma economia de mercado, da liberdade de iniciativa e liberdade individual:

 

«A
 economia
 portuguesa 
precisa 
de 
um
 banco 
público 
e
 a
 missão
 da
 Caixa
 Geral 
de Depósitos
 deve 
ser
 reformada:
queremos 
que
 a 
CGD
 seja
 o 
banco
 de 
fomento
 da 
economia, especializado 
no apoio 
às
 PME.
 Vender
 participações
 na
 CGD
 significaria,
 para
 além
 de
 tudo
 o
 mais,
 neste
 momento,
 perder
 valor
 e,
 com
 alta
 probabilidade,
 vender
 a
 capitais
 não
 nacionais.
»

 

«Precisa» porquê? Não basta declarar porque sim, pois à partida o estado não deve estar em áreas de negócio que os privados possam realizar. É que parece indiciar que seja necessário controlar politicamente um banco para tomar decisões politicas que favorecem uma empresa ou um sector, os quais, estritamente por razões económicas o mercado não apoiaria. Ora esse tempo socialista já lá vai e apenas deu mau resultado. Favoritismos e proteccionismos com capitais públicos, dos contribuintes, é que não.

 

E qual mesmo o problema de venda a capitais não-nacionais? Tomara nós termos não uma CGD, mas dezenas, centenas de empresas que atraiam capital e investimento estrangeiro! Sinal de que são boas e promissoras.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contacto

ruadireitablog [at] gmail.com

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D